Saúde e boa forma através do método pilates / Jornal O Dia - Piauí

09/10/2008 00:00

Um método que, entre outras dezenas de benefícios, corrige má postura e trata dores nas costas, está ganhando espaço nas academias e clínicas de fisioterapia de Teresina. É o Pilates, criado na década de 20 pelo alemão Joseph Pilates. Ele foi desenvolvido a partir de seis princípios: centro de força (abdômen), concentração, controle, precisão, respiração e fluidez de movimento. Todos esses princípios garantem ao método uma dinâmica pouco encontrada em outras técnicas. Para a mente, a atividade estimula a concentração e o equilíbrio. Para músculos e articulações, dá força e flexibilidade. Para a coluna, melhora a postura e evita lesões. "Há quem diga que ele faz milagres", declara o fisioterapeuta Jaison da Costa Aguiar, que trabalha com pilates há dois anos em clínica fisioterápica. O público-alvo deste método, segundo Aguiar, é bastante diversificado. Algumas pessoas substituem outras atividades físicas por sessões de pilates, já que os exercícios garantem bemestar, condicionamento físico, flexibilidade e definição de músculos. Outras procuram fazer pilates por indicações médicas, para corrigir problemas na coluna ou para aliviar dores, entre elas a lombalgia, que afeta 80% da população adulta no Brasil, sendo um dos principais motivos de aposentadoria precoce, segundo dados da Previdência Social. Os resultados são percebidos rapidamente, como informa o fisioterapeuta. E o melhor de tudo é que em um estúdio de pilates, podem ser realizados milhares de exercícios, possibilitando sessões diferenciadas. A psicopedagoga Lenara Maria Guerra, 30 anos, optou pelo método pilates para fugir das repetições que os exercícios de academia proporcionam. "Não sou adepta à academia, porque a gente faz a mesma coisa todos os dias. Eu me identifiquei com o pilates porque ele trabalha postura, alongamento, condicionamento e enrijecimento. A minha elasticidade melhorou 100% com apenas dois meses de atividade. Estou me sentindo uma verdadeira 'mulher elástica'", conta, sorrindo. Manoel Pires, 48 anos, recomenda o método. Ele começou a praticá-lo por indicações médicas, após diagnosticar uma hérnia de disco e complicações na coluna. "Faço pilates há três meses, e quando faço as dores são aliviadas. Foi a única coisa que me deu esse resultado até agora". Além de amenizar seu problema de saúde, os exercícios ajudam Manoel a relaxar, graças ao trabalho de respiração e do equilíbrio entre corpo e mente. O empresário Demóstenes Ribeiro adotou o pilates em sua academia porque percebeu que o método seria bem aceito entre o público, e não se decepcionou. "O que faz com que as pessoas abandonem as academias é a rotina. Com o pilates não existe rotina. Todos os dias, os exercícios podem ser diferentes", diz. Os exercícios, considerados inteligentes, tonificam e alongam as articulações, fortalecem os músculos, aumentam a flexibilidade, corrigem a postura, combatem o estresse e a ansiedade, melhoram a capacidade de respiração e são eficientes no tratamento de lesões e alívio das dores. Tem sido uma modalidade física bastante indicada para prevenir e tratar problemas da coluna vertebral, pois permite aos praticantes realizar suas atividades diárias, com perfeição. O pilates é recomendável no tratamento de diversas patologias, incluindo correção da má postura, sedentarismo, estresse e outros problemas de coluna, devido, principalmente, ao baixo impacto dos exercícios nas articulações.

Má postura causa até "barriguinha"
A má postura é a principal causa de dores nas costas e de problemas mais graves como artroses, cardiopatias e hérnias de disco. Nas mulheres portadoras de hiperlordose lombar, o abdômen acaba por se projetar para frente, originando a indesejável barriguinha, por exemplo. Ficar em pé por muito tempo causa alterações na extensão da coluna. Pessoas com músculos abdominais fracos e um abdômen protuberante constituem o maior grupo de risco. A escoliose, por exemplo, é caracterizada pelo desvio da coluna vertebral para a esquerda ou para a direita, o conhecido formato em "S", que provoca um ombro mais alto que o outro. Manter uma boa posição ao andar, sentar, dormir, dirigir e praticar exercícios físicos são indicações para garantir não só uma perfeita silhueta, mas, principalmente, qualidade de vida. A fisioterapeuta Ilana Rodrigues, que trabalha com pilates na Academia Demóstenes Ribeiro, lembra que o método alcança bons resultados no tratamento da postura. Mas não se resume a isso, já que os exercícios são globais, ou seja, envolvem todo o corpo. Outro ponto positivo desses exercícios é o acompanhamento do profissional em tempo integral. Em um estúdio, Ilana Rodrigues orienta no máximo três pessoas, evitando erros e, conseqüentemente, prejuízos ao corpo. "A gente se preocupa com a qualidade do exercício", afirma.
 


AGENDE UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA!!!